Vinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.x

Faça junto. Faça acontecer. Sicoob. Faça parte!

 

Cooperativismo de crédito pode ampliar eficiência de fundos constitucionais

As cooperativas de crédito podem e devem ter cada vez maior protagonismo como instrumentos de desenvolvimento regional e redução das desigualdades no Brasil. Esta foi a posição da OCB em audiência pública da Comissão Mista da Medida Provisória (MPV) 812/2017, que altera o cálculo dos encargos financeiros dos fundos constitucionais (FCO, FNE e FNO), realizada nesta quarta-feira (4/4), no Congresso Nacional.

Representando a OCB, o Sicoob e o Sicredi, o diretor de Operações do Bancoob, Ênio Meinen, apresentou aos parlamentares e autoridades presentes a importância do cooperativismo de crédito para a inclusão financeira e produtiva do país e os principais desafios para o acesso do setor aos fundos constitucionais.

“Conforme dados do Banco Central, com mais de 12 milhões de associados, hoje as mais de mil cooperativas de crédito detêm algo como 20% dos pontos de atendimento do Sistema Financeiro Nacional. Só para ilustrar o potencial do setor para a Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), hoje existem 620 municípios onde a cooperativa de crédito é a única instituição financeira presente”, destacou.

Segundo Meinen, apesar de o cenário normativo incentivar o repasse dos recursos dos fundos constitucionais para o cooperativismo de crédito, hoje o montante acessado junto aos bancos administradores tem sido bastante inferior aos valores demandados. Outro ponto que tem dificultado a utilização destes recursos diz respeito à pouca transparência e publicidade sobre a programação dos repasses pelas instituições administradoras.

Por fim, o representante da OCB destacou que a proposta deve capilarizar o crédito para produtores rurais, micro e pequenas empresas, associações e cooperativas da região Centro-Oeste, Norte e Nordeste, potencializando o alcance dos fundos constitucionais de desenvolvimento por meio do cooperativismo de crédito. “A ampliação da rede distribuidora é benéfica para a economia como um todo, pois democratiza o acesso ao crédito e contribui para a desconcentração bancária no país”.

Durante o encontro, alguns parlamentares, como o senador Cidinho Santos (MT) e o deputado Júlio Cesar (PI), além da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA), defenderam o cooperativismo de crédito como alternativa para potencializar a inclusão financeira do país.

Fonte: somoscooperativismo.coop.br

  1. Cotações de Mercado

Central de Relacionamento

Boletim Informativo

Nome:
Email: